sábado, 24 de janeiro de 2009

Eles é que sabem.

Hoje, Sábado.
Há hora do lanche estava ali na zona do Chiado e apeteceu-me um croissant de chocolate.
Sentei-me na esplanada da Bernard e lá pedi o que os meus desejos pediam.
Enquanto esperava sentado na esplanada aparece um pedinte, o que diga-se de passagem é frequente para aqueles lado, mas este pareceu-me diferente. Trazia com ele um sorriso contagioso.
Pediu-me dinheiro e garantiu-me que era para comer, que não tinha qualquer vicío. Nem um cigarro do maço que se encontrava por cima da mesa pediu. Não sei porque acreditei nele e dei-lhe os trocos que tinha.
Passado um bocado ele entra nessa mesma pastelaria onde eu me encontrava, pede um croissant de chocolate e vai-se embora deliciando-se pelo caminho.

Podem ter-lhe tirado muitas coisas, mas ao que parece o prazer de comer um croissant na Bernard a um sábado não lhe tiram. Nem isso, nem a alegria que parece ter com a vida que tem. Pareceu-me mais feliz que muito boa gente que por ali passeava.

Ao que parece quem sabe viver são eles. Pelo menos preocupações de maior não há (ponto)

10 comentários:

Pinipom disse...

é verdade... mas se fossemos todos a viver assim o mundo nao girava nao é... mas como já ouvi dizer são eles no fundo a essencia do ser humano ( pode-se considerar que sim) vivem a vida no dia ..sem pensar no que ha-de vir nem que no ja passou...tomara muitos de nos viver assim sem essas perocupações=D

obrigada pelo coment.

beijo solto !

e espero ver-te mais vezes por lá =D

Neia

Maçã com Canela disse...

Este no tive pela primeira vez uma experiência durante um fim de semana com sem abrigo... acredita... na grande maioria não lhes resta mais nada, nem vida, nem dignidade, apenas um sorriso no rosto apesar de tudo.. e acredita que vale por mil sorrisos...

Ajuda sim.. sempre que te apetecer.. sempre que o teu coração quiser!

Chiado... muitos mesmo...

Ana Paixão disse...

Não podemos dizer que eles têm um estilo de vida admirável, mas a verdade é que dão muito mais valor a pequenas coisas do que nós.
Para nós, um croissant de chocolate é mais um croissant de chocolate, ali no meio da mesa e rodeado de comida! Para eles é o croissant de chocolate, o saboroso e milagroso momento de prazer durante um dia inteiro.

Estas coisas pequeninas fazem pensar :O

Anónimo disse...

Sim sem duvida. Para ele talvez tenha sido a unica coisa que lhe deu prazer durante todo o dia, mas apesar disso continua a encarar a vida a sorrir.

Ivis disse...

Essas são as chamadas 'coisas simples da vida' que nos faz pensar, nós que vivemos reclamando de tudo, nós que não passamos um terço da dificuldade que estas pessoas passaram e passam, nós nos vemos sem motivos para sorrir, eles sorriem por que estão vivos!

santiago. disse...

Pinipom: não sei se não giraria na mesma, embora de forma diferente. mas quem sabe se não seria melhor até? Beijo

santiago. disse...

Maçã com canela: sim, mas também não se pode dizer que sejam todos assim =)

santiago. disse...

Ana Paixão: damos sempre mais valor às pequenas coisas quando deixamos de as ter e se tornam raras =)

santiago. disse...

Adriana Pinto: sorrir..era tudo o que deviamos fazer;)

santiago. disse...

Ivis: muitas vezes penso se não seria melhor vivermos sem aquilo a que hoje chamamos vida no sentido mais social da palavra.será que este excesso de objectos que nunca nos satisfazem completamente poderão mesmo fazer-nos felizes?ou será que seríamos muito mais felizes se vivessemos quase no tempo das cavernas?as vezes penso q a resposta seria sim..